NEW ARRIVALS

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur.

Shop Now!

Carrinho de compras

Você ainda não adicionou produtos.

GRYPHUS GEEK

CINEMA OU SARDINHA PARTE II

CINEMA OU SARDINHA PARTE II
Fabricante: Gryphus Editora - Catálogo Geral
Modelo: Impresso
Disponibilidade: Sem estoque
Preço: R$ 39,90
Qtd:  

Cinema ou sardinha Vivas, bem vivas,

de Guillermo Cabrera Infante parte 2

 

cinema

 

Gryphus Editora lança segunda parte de Cinema ou Sardinha, de Guillermo Cabrera Infante Livro é um divertido passeio sobre filmes e suas personagens na visão de um dos mais importantes críticos e roteiristas do mundo. O cubano Guillermo Cabrera Infante nunca teve dúvidas quando sua mãe perguntava na infância se ele preferia ir ao cinema ou comer sardinha.

 

A fome pelos filmes sempre foi maior e o levou a se tornar um dos mais celebrados escritor, roteirista e crítico de cinema do mundo. Toda a paixão de Cabrera pela sétima arte pode ser conferida na segunda parte de Cinema ou Sardinha, que ganha o subtítulo de Vivas, bem Vivas, e será lançado em breve pela Gryphus Editora. Dando continuidade à primeira parte, editado também pela Gryphus em 2013, a obra é uma verdadeira aula, onde o autor transportou para o papel todos os pensamentos sobre o cinema, num processo, na maior parte das vezes, inverso ao do que costuma acontecer. É o cinema inspirando a literatura. Nas páginas da coletânea, está reunido o melhor de Cabrera Infante, um memorialista, fã de filmes, capaz de misturar vida e ficção com um olhar, às vezes suave, sempre irônico, de alguém que não concebe um mundo sem cinema.

 

Com capítulos curtos e tradução de Gilson B. Soares, o autor lembra com bom humor das principais personagens do cinema, reunindo histórias memoráveis de nomes como James Mason, William Holden, Hitchcock, Cary Grant, Orson Wells, Fellini e Charles Chaplin , tanto dentro quanto fora das telas. "A última obra de Chaplin é sua autobiografia que, para que não restem dúvidas, se chama Minha autobiografia. Este é um livro que narra uma vida e é inexplicável como Charles Chaplin não percebeu antes de publicá-lo que é o retrato de um homem pequeno (não só de físico), fútil, ególatra, implacável com seus amigos e profundamente desagradável.

 

É, inclusive, um livro stalinista", escreve Cabrera Infante em uma das passagens. As divas do cinema também ganham destaque no livro. Histórias como o falso passaporte de Gloria Grahame, que escondia a verdadeira idade, passando por capítulos sobre Ava Gardner, Rita Hayworth, e Marilyn Monroe, até chegar à geração de louras dos anos 80, com nomes como Melanie Griffith e Sharon Stone, a quem o autor questiona: "É Sharon Stone um bimbo (mulher tonta, vazia e frívola) ou uma bomba?" Alguns trechos do livro: "Nada além de uma sombra foi e será Marilyn Monroe para todos. Agora se trata de explicar a fascinação, obsessiva e recorrente como a lua, dessa sombra, dessas sombras ou dessa única sombra pálida que dura mais de um quarto de século nas reticentes retinas...."

 

"Orson Welles era ator de teatro, diretor de cena, mágico amador, escritor, adaptador, produtor, diretor de cinema, ator de cinema e uma personalidade única de quem é preciso dizer que sentiremos falta até o dia em que nos reunirmos de novo no céu de celuloide." "Quem se atreveria sequer a imaginar que Greta Garbo em seu apogeu repeliu um dia Laurence Olivier e evitou que ele fosse seu amante espanhol em Rainha Cristina? Quem recorda a Garbo em sua última cena, fazendo as vezes de uma figura de proa, meio imperial, meio varonil, entende por que o repeliu: a beleza de um Olivier muito jovem teria feito luz e sombra à máscara sueca."

 

"Ainda recordo de quando François Truffaut não foi convidado para o festival de Cannes (temiam suas críticas, duras, terríveis) e de como escreveu sobre isso no periódico Arts. No ano seguinte - coisa curiosa - Truffaut era a figura máxima de Cannes e não houve outro remédio senão dar-lhe um prêmio por seu filme Os incompreendidos." "Em 1941, Lucy, já transformada em Ava Gardner, casou com Mickey Rooney, uma grande estrela à época. Pensar que essa beleza nova teve uma lua de mel com um anão escandaloso ainda revolta os fãs ardorosos. Felizmente o casamento só durou um ano." Sobre o autor - Guillermo Cabrera Infante nasceu em Cuba em 1929 e faleceu em Londres em 2005.

 

Foi escritor, roteirista, crítico de cinema. Em 1960 escreveu seu primeiro livro, Así en la paz como en la guerra. Mais adiante, após ganhar em 1964 o prêmio Biblioteca Breve com Três tristes tigres, decide fixar residência na Europa, afastando-se do regime castrista. Ganhou em 1997 o prestigioso prêmio Miguel de Cervantes.

 

 

Sobre a editora - Gryphus é um animal mitológico que tem a cabeça e as asas da águia e o corpo do leão. A Gryphus Editora nasceu desse conceito e imagem, unindo a dupla qualidade de sabedoria e força, buscando abordar as questões fundamentais para o mundo contemporâneo. As áreas mais importantes de atuações são: biografia, cinema, espiritualidade, esporte, ficção, infantil e juvenil.Entre os títulos já publicados estão Nação Crioula (José Eduardo Agualusa), Catálogo de Luzes (antologia de contos escolhidos por José Eduardo Agualusa), Em Águas Profundas (David Lynch), O Búfalo da Noite (Guillermo Arriaga) e as biografias de Domingos da Guia, Telê Santana, Guinga, Cartola, Pixinguinha e Maria Martins.

 

Título: Cinema ou Sardinha - Vivas, bem vivas

Autor: Guillermo Cabrera Infante

Editora: Gryphus

Tradução: Gilson B. Soares

124 Páginas

Características
Autor GUILLERMO CABRERA INFANTE
ISBN 9788583110262
Páginas 105

Fazer um comentário

Seu Nome:


Seu Comentário: Obs: Não há suporte para o uso de tags HTML.

Avaliação: Ruim           Bom

Digite o código da imagem: